Janet Jackson quer salvar a indústria musical com sua nova música! Já ouviu “No Sleeep”?

Olá, meus caros, tudo bem com vocês? O assunto de hoje, assim como o dos dois últimos posts, surgiu inesperadamente bem na minha frente, berrando por atenção. Mesmo que não conheça absolutamente nada sobre essa cantora tão popular dos anos 80, 90 e 00, resolvi fazer umas pesquisas aqui e ali para falar um pouco sobre o novo single da Janet Jackson, “No Sleeep”.

Apesar de já ter recebido diversas indicações de artistas por alguns amigos que possuem um gosto musical parecido com o meu, devo lhes confessar que nunca dei muito ouvidos para a Janet Jackson, alguém que sempre recebi com certa desconfiança (assim como tantos outros cantores que hoje venero mais que tudo, #beijosXtina). Eu  não sei ao certo o porquê disso, mas, acho que, assim como na vida real, às vezes você vai com a cara de alguns e não vai com a de outros. Uma certa vez, até cheguei a baixar uma coletânea de singles da Janet (que já nem lembro mais o nome), e depois de ouvir umas 3 músicas aleatórias, levei a pasta até a lixeira.

Muito tempo depois, estou eu mais uma vez matando o tempo pela internet quando me deparo com a notícia de que um novo álbum da irmã mais nova de Michael Jackson seria lançado em breve. Confesso que, mesmo não tendo o menor interesse nela ou em suas músicas, aquilo me despertou a atenção de uma maneira completamente misteriosa. O tempo passou, o novo single foi lançado (no dia 22/06) e mais uma vez resolvi deixar aquela informação de lado. Bom, a curiosidade falou mais alto e depois de 2 dias corri atrás de “No Sleeep”, o carro-chefe do novo álbum de Jackson, só pra ver a “cara da música”.

Sim, meus queridos, eu me arrependo amargamente de não ter dado a devida atenção para a Janet quando ouvi aquela coletânea pela primeira vez. “No Sleeep”, diferente de praticamente todos os lançamentos musicais do ano, é o clássico que ou nasce para ser um hit destruidor ou acaba por ser rejeitado pela massa popular. Com uma vibe deliciosa que nos remete ao tão gostoso R&B dos anos 90, Miss Jackson sussurra lentamente em nossos ouvidos os versos que compõem a faixa de 3min26s.

Já iniciando com um barulhinho de chuva maravilhoso, o instrumental dela me lembrou, um pouco, a batida de “The Roof”, lançada por Mariah lá em 1997 dentro do álbum “Butterfly”. Assim como o single de Carey, a música de Janet se desenrola sem prometer vocais  muito arriscados – o que eu achei uma ótima escolha, pois não combinaria nadinha com o foco da produção.

Lutando bravamente contra o mainstream e não se utilizando de qualquer elemento que tem dominado 10 de cada 10 músicas lançadas desde o começo do ano, o single surge entre nós, meros mortais, como se uma fissura se abrisse no espaço nos presenteando com o que de melhor rolou nas paradas de sucesso de 20 anos atrás, quando muitos de nós mal sabiam andar ou falar – tive vertigens aqui, gente.

Com um instrumental envolvente, completamente sensual e cheio de energia, “No Sleeep” é mais do que “a nova música da Janet Jackson”: é a prova de que nem tudo está tão perdido assim. Todos os artistas de que gosto, de alguma maneira ou outra, acabaram por levar até suas obras um pouco de tudo o que tem tocado nas rádios de hoje em dia (para meu descontentamento). Até porque, se não o fizessem, provavelmente não venderiam nenhuma cópia de seus álbuns (assim como a gente precisa ganhar o nosso pão de cada dia, eles também precisam, obviamente). Entretanto, eu fiquei surpreendidamente feliz por ver alguém ligando o botão do “foda-se” e lançando o que bem queria da maneira como bem entendesse. Vocês conseguem me entender? O que eu estou tentando dizer é que, pelo menos ao que me parece, a Janet poderia ter lançado qualquer música genérica e pegar um #1 no iTunes fácil, fácil. Porém, a mulher decidiu fazer o caminho completamente inverso e ser o diferencial.

Confiando em seus instintos de diva do R&B, a cantora foi para os estúdios e não deve ter pensado duas vezes quando começou a compor e gravar o seu inesperado retorno para o cenário musical. “No Sleeep” surge como uma brava manifestante que, incontente com o rumo da música atual, resolve levantar a bunda da cadeira e fazer algo, gritando um pedido de mudança. Eu não sei vocês, mas, eu já tô cansado de enjoar de uma música depois de ouvi-la 5 vezes e ganhar uma aversão insuportável. É como se cada lançamento musical fosse exatamente igual ao anterior, mudando, é claro, o nome da música, do artista e da gravadora. É tempo de inovação, tempo de arriscarmos, e Janet mexeu com todas as minhas estruturas ao liberar esse fantástico novo single. Vamos ser francos: 2015 tem superado as atrocidades musicais que conhecemos em 2013 e 2014, mas, será que não dá pra melhorar mais?

Parada há quase uma década, o último álbum de inéditas liberado por Janet foi o “Discipline”, de 2008. Em 2010 os fãs tiveram a graça de ouvir “Nothing”, música liberada para divulgar o filme “Why Did I Get Married Too?”, estrelado por ela mesma – mas é claro que o assunto muda quando o single é liberado para divulgar um novo álbum (e não um longa-metragem). Composta pela própria Janet ao lado de James Harris III e Terry Lewis, “No Sleeep” foi divulgada sob o selo da “Rhythm Nation Records”, gravadora da própria cantora, em parceria com a “BMG Rights Management”. Isso que é mulher de negócios, não?

You’re missing me, I’m missing you. Wherever we meet, we ain’t gonna get no sleep ♪

3 comentários sobre “Janet Jackson quer salvar a indústria musical com sua nova música! Já ouviu “No Sleeep”?

  1. Luke 25 de junho de 2015 / 6:15 PM

    Adorei sua crítica, Marcelo! Acho que essa é a prova que nos dias de hoje devemos sempre apoiar os artistas independentes. Nem sempre eles tem a liberdade de fazer algo realmente bom por conta das gravadoras, que pensam apenas nos lucros e vendas, que foi o que aconteceu com a Janet no álbum anterior que foi completamente moldado pela gravadora. Não foi um bom momento musical pra Janet, mas vendo o novo trabalho -independente- dela, podemos criar grandes expectativas para o novo álbum. Espero de coração que venha algo realmente BOM, já que a Janet tem tantos álbuns excepcionais e originais. Abraços.

    • Marcelo 26 de junho de 2015 / 10:02 PM

      Muito obrigado pela sua visita e pelo comentário tão positivo! Adorei conhecer essa artista tão prestigiada e fiquei boquiaberto do quão surpreendentemente talentosa ela é. Estou muito ansioso por esse novo álbum e espero muito que a Janet siga essa linda mais independente, como você mesmo disse. Sinta-se a vontade para voltar e ficar quando quiser. Fortes abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.