Natalia Kills X Teddy Sinclair: mera vítima ou grande culpada da sua falta de profissionalismo?

Devo admitir a vocês que cheguei a cogitar esta publicação há duas ou três semanas, mas, por alguma razão desconhecida, dispensei a ideia e parti escrevendo sobre outros temas diversos. Navegando pelo meu blog e consultando os termos de busca mais frequentes (sim, eu consigo ver tudo o que vocês pesquisam por aqui <3) encontrei a seguinte frase que acabou me chamando a atenção: “Natalia Kills crise de identidade”. Eu sei que nem todos conhecem o trabalho desenvolvido pela cantora, então, justo se faz falarmos um pouquinho sobre a trajetória dela antes de entrarmos no assunto e comentarmos sobre todo o bafafá que rolou há alguns meses deste ano.

Se você nunca ouviu falar da cantora britânica, talvez seja hora de parar de ler esta postagem e dar uma conferida nos videoclipes de “Mirrors” e “Problem”, okay? Pronto? Então já podemos continuar daqui em diante.

Apesar de nunca ter feito uma grande estreia em toda sua carreira, a verdade é que Natalia Kills já atendeu por diversos outros nomes antes de chegar ao que adotou por mais de 4 anos. Já sendo chamada de Verbalicious e Natalia Cappuccini, por exemplo, foi somente como Kills que a inglesa lançou seus dois materiais principais e conquistou um seleto grupo de fãs que passou a segui-la para todos os cantos. Apontada como “a nova Lady Gaga” para alguns críticos mais conservadores, o 1º disco da cantora, “Perfectionist”, foi liberado lá atrás, em 2011, sob o selo da “Interscope Records” e a mentoria de will.i.am, o líder do Black Eyed Peas. Lançando 4 singles e recebendo a produção de alguns nomes super respeitados do meio como Fernando Garibay e Akon, o debut album da morena estreou em #129 no Reino Unido, o mercado principal de Kills, e #134 na “Billboard 200”, a tão sonhada indústria norte-americana.

Seguindo seus passos criativos como cantora e compositora (não podemos esconder o fato de que Kills nunca dispensou sua contribuição lírica no catálogo que possui), “Trouble” ganhou vida em 2013 subindo incríveis 64 posições na “Billboard 200” (se compararmos ao disco antecessor) e estreando numa satisfatória posição de nº #70. O novo álbum falhou ao ingressar nos charts britânicos e mundiais, mas, é extremamente perceptível e louvável o modo como Natalia contornou melhor os traços de sua personalidade e cresceu muito o som transmitido em sua 2ª obra. Isso tanto é verdade que, pouco tempo depois, até mesmo a “Rainha do Pop” acabou se surpreendendo com os trabalhos escritos por Natalia e a chamou para escrever para o disco “Rebel Heart” (2015). Da colaboração de Kills com Madonna surgiu “Holy Water”, a faixa que entrou para a versão standard do álbum e agradou bastante os fãs de ambas as cantoras.

Aparentemente solidificando os trilhos de sua carreira e partindo para uma grande estreia junto ao mercado estadunidense (afinal, não é qualquer britânico que salta mais de 60 posições nos charts dos EUA de um álbum para outro e possui uma colaboração com Madonna em seu currículo), a morena acabou sendo convidada para ocupar a bancada do “X Factor Nova Zelândia” em março de 2015. Ao lado de seu marido, o também cantor Willy Moon, tudo estava indo muito bem até… surgir Joe Irvine, um dos candidatos do programa.

Usando um terno escuro combinado com gel nos cabelos penteados para trás (nada que um homem já não tenha usado em algum momento da sua vida, rs), Natalia resolveu dizer o que pensava sobre o garoto e elaborou uma crítica mais ácida que o próprio veneno do extraterrestre de “Alien: O Oitavo Passageiro”. Atirando para todos os lados (menos no talento do próprio candidato, que era o foco do programa), ela foi a grande responsável por marcar na história televisiva dos reality shows um dos momentos mais tensos desde a briga “Nicki Minaj X Mariah Carey” que aconteceu na concorrência. Sabe o que Natalia disse?

“Senhoras e senhores, eu vou apenas dizer o óbvio: nós temos uma cópia. Como uma artista que respeita a integridade artística e propriedade intelectual, eu estou realmente enojada em como você copiou o meu marido. Do cabelo até o terno, você não dá valor ou respeito para a originalidade? É barato, é nojento. É uma atrocidade artística. Eu estou absolutamente incomodada e constrangida por sentar aqui na sua presença”.

Se você acha que Willy Moon fosse amenizar todo o escândalo e tentar defender o cara, talvez seja melhor repensar isso. “Para mim isso tudo parece um pouco brega e absurdo. É como Norman Bates [personagem do filme “Psicose”] vestido com as roupas da mãe. Só que um pouco mais bizarro. Sinto que você vai costurar a pele de alguém na sua cara e depois matar todo mundo na plateia. Mas… É isso que você vai fazer?”.

“É o que eu disse, é nojento, você me deixa enojada, você não tem identidade. Não suporto! Estou com vergonha de estar aqui” finalizou a voz de “Saturday Night”.

É claro que não demorou mais de um dia para o assunto se espalhar pelo mundo todo e revoltar uma multidão de pessoas que, juntas, formaram uma indestrutível corrente de ódio ao casal de artistas. Para você ter uma ideia, uma petição online com mais de 77 mil assinaturas pediu a expulsão de Natalia e Willy do programa, o que, obviamente, também aconteceu em menos de 24 horas.

Foi em uma nota oficial que Mark Weldon, um dos responsáveis pela emissora neozelandesa, relatou que o casal foi “cordialmente convidado a se retirar na mesma noite do incidente”. E não para por aí: “Mesmo que se espere que os jurados do ‘X Factor’ façam críticas às apresentações, nós não vamos tolerar comentários tão destrutivos vindos de qualquer um deles. Os participantes se doam completamente e esperam receber uma crítica profissional e construtiva. Nós já não temos confiança que Kills e Moon são as pessoas certas para ocuparem o papel de jurados do X Factor, e eles sairão do show imediatamente”.

Em entrevista à “MTV” australiana, Kills negou que seu acesso de raiva tenha sido uma jogada de marketing para conseguir audiência. “Não há nenhuma conspiração por trás disso tudo. Amo meu marido com todo meu coração e estamos unidos, não importa o que aconteça. Há muitos lados desta história e eu não vou colocar toda uma indústria que está aqui há anos entretendo as massas em problemas, então, eu quero agradecer a todos pelo apoio. Eu só quero desejar ao Joe e a todos os garotos do meu grupo toda a sorte durante a competição”.

Essa foi a versão contada por absolutamente 90% dos tabloides e sites de notícias de todo o planeta, mas, será que é mesmo a única versão dos fatos? Em entrevista para a “Billboard”, Natalia decidiu abrir o jogo e disse um pouco mais sobre o assunto. Finalmente se desculpando pelo ocorrido, ela afirmou que “muita coisa acontece nos bastidores de um reality show, e o que você vê nem sempre é a história toda. O programa me trouxe para trazer a minha paixão, expressão dramática e perspectiva. Fui encorajada a ser franca e as coisas ficaram de lado. Joe, eu espero que você possa me perdoar e desejo a você o melhor! Seja natural, diferente e seja você!”.

Toda essa história já aconteceu há mais de 4 meses, mas, até hoje é possível encontrar mensagens de ódio deixadas pelas pessoas nas redes sociais da cantora. Então, o que Natalia Kills poderia fazer para superar essa terrível fase, voltar à rotina e esquecer o trágico episódio? Não, meus caros, ela não tirou férias de 2 anos e resolveu passar uma temporada no Havaí. Talvez reforçando mais ainda o erro cometido no “X Factor” ao idolatrar seu marido mais do que o normal, a ácida ex-jurada resolveu fazer uma homenagem ao amado trocando, mais uma vez, seu nome artístico. Pelo instagram, a ex-Natalia Kills deixou a seguinte mensagem:

“Há um ano, quando casei com Willy Moon eu peguei seu sobrenome (Sinclair). Há um longo tempo, meus amigos e familiares próximos me chamam de Teddy e meu marido decidiu que seria lindo passar o resto da minha vida com meu nome mais íntimo unido ao meu nome de casada. Então, há um ano tenho sido Srª. Teddy Natalia Noemi Sinclair e eu nunca me senti mais natural, honesta e poderosa. E finalmente estou pronta para convidá-los a me abordarem pessoalmente já que sinto que somos tão próximos e sou muito grata pelo apoio e amor de vocês. Adoro todos vocês. Me chamem de Teddy. Me chamem de Natalia. Me chamem de louca. Contanto que me chamem”.

Contudo, Teddy Sinclair, que ainda responde pelo username @NataliaKills pelo Twitter, revelou na rede social que não pretende mudar o foco de sua carreira como cantora e disse que pretende seguir novos caminhos em breve. Agora fazendo parte de uma banda, Teddy já adiantou a seus seguidores que seu próximo álbum não será lançado como o de uma artista solo, pois “acha muito entediante se apresentar sozinha em cima dos palcos”. Afirmando que “admira bastante o trabalho de grupos com o Hole e o Garbage”, ela acrescentou que pretende mudar sua sonoridade para a música indie além de cogitar abandonar sua atual gravadora.

Todos devem pensar que, após a demissão do “X Factor” e a gigantesca visibilidade negativa adquirida pelo vexame envolvendo o calouro tenham colocado a inglesa em maus lençóis, mas, a verdade é que tudo isso acabou se refletindo de diversas maneiras. Isso porque, desde dezembro de 2014 a cantora Rihanna havia compartilhado uma pequena prévia de uma música que estaria presente em seu 8º disco de inéditas, o popularmente chamado de “#R8”. E, e essa mesma faixa voltou a ser assunto durante a semana depois de Natalia ser questionada no Twitter se teria mesmo composto ou não uma canção para o novo material da caribenha. Para quem não sabe, estamos falando de “Kiss It Better”, música escrita por Teddy para a dona do sucesso “Diamonds” que poderá (ou não) integrar a tracklist do tão almejado disco de Rihanna (nada confirmado ainda).

Como a própria Teddy Sinclair disse diversas vezes nas entrevistas acima, uma história realmente pode ter mais de um lado, assim como as duas faces de uma moeda. Contudo, mesmo assim nos resta fazer algumas perguntas: o que levou uma das maiores promessas da música inglesa a tomar a atitude completamente reprovável de humilhar um calouro sem nenhuma experiência? Será que ter trabalhado com Madonna preencheu tanto assim o ego da cantora a ponto de se achar tão superior a qualquer outro artista? Qual é a linha imaginária que divide amor da obsessão e pode manter um relacionamento saudável para qualquer ser humano? Ou será que existem outros pontos mais obscuros em toda essa história que ainda não vieram à tona?

Seja bem-vinda Teddy Sinclair, estamos ansiosos para ouvir o que você tem preparado nos estúdios de gravação. Porém, não se esqueça: mudar seu nome não vai mudar o seu passado, a sua história. Infelizmente, você terá que ralar MUITO para reconquistar o público e provar que, talvez, ainda exista algum resquício de profissionalismo dentro dessa cabecinha tão complicada. Boa sorte, você vai precisar!

3 comentários sobre “Natalia Kills X Teddy Sinclair: mera vítima ou grande culpada da sua falta de profissionalismo?

  1. Lari Reis 19 de julho de 2015 / 8:12 PM

    Cara, eu lembro quando isso tudo aconteceu…
    Eu não sei como interpretar. Foi bem útil pra mim que você tenha feito um apanhado da carreira da Natalia/Teddy porque eu nunca dei importância pra ela antes desse fatídico evento… Se foi uma jogada de mkt, fez a função de colocá-la em evidência, mas foi uma jogada de mkt bem ruim que me fez querer continuar não sabendo que Natalia/Teddy é. Só me interessei em mudar isso agora porque fiquei sabendo que ela compõe. Eu tenho respeito por quem compõe, então vou tentar conhecer melhor.

    :p

    • Marcelo 19 de julho de 2015 / 9:41 PM

      Eu passei uns longos dois meses com isso na cabeça, tentando entender o que realmente aconteceu. Eu tenho algumas teorias que talvez respondem, mas, que não são tão satisfatórias assim como eu gostaria. Vamos ver se a partir de agora ela consegue correr atrás do prejuízo e recuperar um pouquinho da admiração do público, né? Todos merecem uma segunda chance.

      • Lari Reis 19 de julho de 2015 / 9:59 PM

        Merecem sim.
        Eu já tinha ouvido falar dela, mas ela acabou “chegando a mim” por causa dessa situação ruim. Vamos torcer por coisas melhores daqui pra frente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.