13 grandes filmes de comédia que marcaram a infância

Intro

Uma semana se passou e, assim que terminei minha última publicação sobre o filme “Meninas Malvadas”, achei que seria legal dar continuidade às 10 músicas mais atemporais já lançadas, mas agora com foco no cinema. Pensando nisso, puxei um pouco a memória e tentei me relembrar de alguns longa-metragens que marcaram minha infância. Alguns títulos surgiram de imediato enquanto outros necessitaram de uma breve pesquisa no Google, mas todos foram detalhadamente selecionados.

Assim (e sem dar muitos rodeios pra não tornar essa postagem mais extensa do que eu pretendia), cheguei aos 13 filmes que mais marcaram a minha infância:

#13. O MÁSKARA (The Mask)

Confesso que sempre vivi uma relação de amor e ódio com “O Máskara”! Desde criança, sempre o achei um dos personagens mais “sem noção” criados para os quadrinhos – e posteriormente desenhos animados. Tudo bem, a história do bancário fracassado (Stanley Ipkiss) que encontra uma máscara misteriosa que atribui poderes mágicos a quem a usa é incrível, mas, o alter-ego em si era arrogante em demasiado – ora atuando como mocinho, ora atuando como vilão. Tanto que “Big Head” – como é chamada a pessoa que está sob o domínio da máscara – chegou a assassinar algumas pessoas nas HQs, mostrando um lado mais sombrio do personagem. Nos cinemas, ao contrário, tentou-se levar aos telespectadores uma versão mais limpa do sujeito da cara verde, ainda fanfarrão e vingativo, porém divertido. Estrelado pelo grande Jim Carrey, o longa de 1994 foi gravado pela “Dark Horse Entertainment” e distribuído pela “New Line Cinema”, contando ainda com direção de Chuck Russell (“A Hora do Pesadelo – Os Guerreiros dos Sonhos”) e com a estréia de Cameron Diaz nas telonas. Sua receita ultrapassa os US$ 350 milhões.  “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 77% de aprovação (Alguém me segure!). | VEJA O TRAILER.

#12. CONVENÇÃO DAS BRUXAS (The Witches)

Vocês perceberão, no decorrer deste especial, que os filmes com bruxas estiveram muito presentes na minha infância. E, para abrir esta temática, trago a vocês “Convenção das Bruxas”. O filme, inspirado no livro de mesmo nome do escritor Roald Dahl, foi dirigido por Nicolas Roeg (“O Homem que Caiu na Terra”). Narra a história de Luke, um menino que está hospedado com sua avó num sofisticado hotel. Lá, ele percebe que uma convenção de bruxas está sendo organizada por Eva Ernst com o objetivo de transformar todas as crianças do mundo em ratos. Estrelado por Jasen Fisher, o longa conta com a participação da grandiosa Anjelica Huston no papel da antagonista. Foi nomeado em diversas categorias do “Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films”, “BAFTA Awards” entre outros, faturando mais de US$ 10 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 100% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#11. QUERIDA, ENCOLHI AS CRIANÇAS (Honey, I Shrunk the Kids)

Toda a confusão começa quando o cientista Wayne Szalinski cria uma máquina capaz de mudar o tamanho das coisas e, acidentalmente, encolhe os seus filhos e os do vizinho. Perdidos no jardim de casa, tudo o que seria absolutamente comum antes passa a ser uma luta pela sobrevivência. Insetos gigantes, de tempo em tempo, aparecem para tirar o sossego dos meninos que tentam, a todo custo, chamar a atenção dos pais para reverter a situação. Gotas de água e folhas de capim se tornam uma selva de tamanho inimaginável. Com um elenco não muito popular, o longa é estrelado por Rick Moranis (Wayne Szalinski), Marcia Strassman (Diane Szalinski), entre outros. Dirigido por Joe Johnston (“Capitão América: O Primeiro Vingador”), o filme foi produzido pela “Walt Disney Pictures” e fez grande sucesso, tendo uma receita de mais de US$ 222 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme  75% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#10. E.T. – O EXTRATERRESTRE (E.T. The Extra-Terrestrial)

Este é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores filmes de todos os tempos, dispensando muitos comentários de minha parte (o que falar da clássica cena da bicicleta voando?)! De Steven Spielberg, um dos diretores mais conceituados que já existiu (se não o mais), o longa de 1982 é, incluindo dias atuais, uma das obras mais contemporâneas já elaboradas pelo grande mestre. O ator Henry Thomas foi o grande destaque do filme, dando vida ao menino Elliott, o amigo do ET, enquanto Drew Barrymore se estabeleceu como uma das atrizes-mirins mais conhecidas de Hollywood no papel da doce Gertie, solidificando posteriormente uma carreira de sucesso. Distribuído pela “Universal Pictures”, venceu diversas categorias no “Oscar”, “Globo de Ouro” e “Grammy”, arrecadando mais de US$ 790 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 98% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#9. DENNIS, O PIMENTINHA (Dennis The Menace)

Baseado na tirinha de jornal criada por Hank Ketcham (publicada pela primeira vez em 1950), as histórias do menino travesso geraram, posteriormente, não só um longa-metragem produzido pela “Warner Bros. Family Entertainment”, mas também uma série de televisão, desenho animado, jogos eletrônicos e outras sequências para os cinemas. Nick Castle (conhecido por ter dado vida a Michael Myers em “Haloween”, de 1978) ficou com a direção, enquanto que o enredo ficou por conta de John Hughes (que também escreveu “Beethoven, O Magnífico”). Dennis Mitchell, o garoto, foi interpretado por Mason Gamble e o Senhor Wilson, por sua vez, foi representado por Walter Matthau. No papel do ladrão Switchblade Sam, Christopher Lloyd conseguiu trazer às crianças da época um dos vilões mais temidos e cruéis – o que de fato, talvez, tenha sido um pouco demais para um filme infantil. Apesar da crítica especializada não ter gostado muito do longa de 1993, “Dennis, O Pimentinha” teve uma receita de mais de US$ 117 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 23% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#8. ESQUECERAM DE MIM (Home Alone)

“Esqueceram de Mim” é, provavelmente, um dos poucos filmes que possuem uma sequência tão boa quanto a original. Kevin McCalister, um jovem garoto de apenas 8 anos, é deixado para trás em casa enquanto a família faz uma viagem de fim de ano para a França. Sozinho, o menino vê uma oportunidade para brincar de gente grande e chega a fazer compras, cozinhar, lavar roupa e claro, se livrar de dois ladrões que estão tentando assaltar a residência na qual Kevin mora. Dirigido por Chris Columbus (“Harry Potter e a Pedra Filosofal”, “Harry Potter e a Câmara Secreta”) e também escrito por John Hughes, o longa foi distribuído pela “20th Century Fox”, em 1990. Macaulay Culkin ganhou massivo reconhecimento após estrelar o trabalho na pele do menino McCalister. Os “Bandidos Molhados” foram interpretados por Joe Pesci e Daniel Stern. – a propósito, vale a pena conferir esse post: e se os “Bandidos Molhados” não fossem imortais?. “Home Alone” arrecadou mais de US$ 470 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 54% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#7. OS FANTASMAS SE DIVERTEM (Beetlejuice)

“Besouro Suco, Besouro Suco, Besouro Suco”! Diz a lenda que, se você repetir 3 vezes o nome desta assombração, ela imediatamente aparecerá aonde você estiver (Maria Sangrenta, é você?). Tudo tem início quando Adam Maitland (Alec Baldwin) e Barbara Maitland (Geena Davis) morrem num acidente de carro e, ao retornar para sua casa, descobrem que viraram fantasmas – e detalhe, outra família está morando no local. Para reaver o que lhe é de direito, o casal resolve recorrer à experiência de Beetlejuice, especialista em “exorcizar vivos”. Vencedor do “Oscar”, o longa foi dirigido por Tim Burton (“Edward Mãos-de-Tesoura”, “Alice no País das Maravilhas”, “A Fantástica Fábrica de Chocolate”) e conta ainda com a presença de Michael Keaton, como Besouro Suco, Winona Ryder, como Lydia Deetz e Catherine O’Hara como Delia Deetz, no elenco. Lançado em 1988, foi distribuído pela “Warner Bros.” e rendeu posteriormente uma série animada, tendo o próprio Burton como diretor-executivo. O longa obteve um faturamento de US$ 73 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 81% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#6. GASPARZINHO, O FANTASMINHA CAMARADA (Casper)

Inspirado no personagem dos desenhos animados da “Famous Studios” e HQs da “Harvey Comics”, o filme nos relata a história do Dr. James Harvey, um terapeuta de fantasmas que é contratado por uma ricaça que está à procura de um tesouro escondido numa mansão mal-assombrada. Levando sua filha Kathleen “Kat” Harvey consigo, lá eles conhecem Gasparzinho, um bom fantasma que só quer fazer amigos. Mas, eles precisarão lidar ainda com a presença inoportuna de Espicha, Gordo e Catinga (Stretch, Fatso e Stinkie, no original norte-americano), tios do jovem fantasma mais conhecidos como “Trio Assombro”. Trazendo aos telespectadores grandes lições de vida, “Casper” toca em assuntos importantes, como a vida após a morte, o amor e aceitação. Distribuído pela “Universal Pictures”, em 1995, o longa contou com Christina Ricci e Bill Pullman no elenco, direção de Brad Silberling (“Cidade Dos Anjos”) e arrecadou mais de US$ 287 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 44% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#5. JUMANJI (Jumanji)

Toda criança que já assistiu “Jumanji” com certeza teve vontade de colocar as mãos no jogo de tabuleiro mais inusitado de todos. Baseado no livro infantil de mesmo nome escrito e ilustrado pelo estadunidense Chris Van Allsburg, o filme de 1995 se desenrola quando o menino Alan Parrish descobre um jogo de tabuleiro e começa a jogar com a amiga Sarah Whittle. Porém, logo nas primeiras rodadas, eles percebem que não se trata de um simples jogo. Assim que os dados são lançados, animais reais e outros elementos selvagens aparecem magicamente e destroem tudo por onde passam. A única solução para por fim ao caos criado é terminando a partida – claro, antes que ela termine com os jogadores. Foi gravado nos estúdios da “Interscope Communications” e “Teitler Film”, tendo sido distribuído pela “TriStar Pictures”. Estrelado por Robin Williams, Bonnie Hunt e Kirsten Dunst, foi dirigido por Joe Johnston (“Jurassic Park 3”) e lucrou ao redor do mundo mais de US$ 262 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 50% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#4. OS GOONIES (The Goonies)

Este é outro clássico dos cinemas! Pra se ter uma idéia, o longa é tão foda que foi dirigido por Richard Donner (“A Profecia”, “Máquina Mortífera”), teve produção executiva de Steven Spielberg e roteiro de Chris Columbus. Após encontrar um antigo mapa revirando coisas velhas no sótão de sua casa, Mikey e seus amigos vão à busca do tesouro deixado pelo pirata Willy Caolho. Adentrando cavernas e escapando de perigosas armadilhas, os jovens precisarão ainda se desvencilhar das investidas da família Fratelli, uma gangue italiana de foras da lei. O filme foi tão aclamado que até mesmo a cantora Cyndi Lauper participou da trilha-sonora, apresentando a música-tema “The Goonies ‘R’ Good Enough”. Foi gravado nos estúdios da “Amblin Entertainment” e distribuído pela “Warner Bros.”. No elenco, destacamos Sean Astin (Mikey), Josh Brolin (Brand Walsh), Jeff Cohen (Gordo), Corey Feldman (Bocão), Kerri Green (Andy Carmichael), Martha Plimpton (Stef Steinbrenner), Ke Huy Quan (Dado) e John Matuszak (Sloth). Obteve uma receita de mais de US$ 61 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 67% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#3. ABRACADABRA (Hocus Pocus)

Tudo tem início quando o adolescente Max, recém-chegado à cidade de Salém, Massachusetts, juntamente com sua irmã Dani e uma moradora da cidade, Alisson, resolvem invadir a casa abandonada das irmãs Sanderson, exatamente no “Dia das Bruxas”. Sacrificadas há 300 anos pela prática de bruxaria, elas retornam do mundo dos mortos e tentam, a todo custo, sugar a força vital de todas as crianças da cidade. Mas, para que isso possa acontecer, elas têm até o nascer do sol, sob o risco de voltarem de onde vieram. Para fugir das feiticeiras, os jovens receberão a ajuda de Binx, um garoto que perdeu sua irmã para o trio de bruxas e foi amaldiçoado a ficar eternamente preso no corpo de um gato preto. Gravado dentro dos estúdios da “Walt Disney Pictures” e distribuído sob o selo da “Buena Vista Pictures”, o longa conta com nomes de peso no elenco, tais como Bette Midler interpretando Winifred “Winnie” Sanderson, Kathy Najimy (Mary Sanderson), Sarah Jessica Parker (Sarah Sanderson) e Thora Birch (Dani Dennison). Dirigido por Kenny Ortega (“Hannah Montana & Miley Cyrus: Best Of Both Worlds Concert”), teve um faturamento de mais de US$ 39 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 33% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#2. MATILDA (Matilda)

Baseado no livro de mesmo nome do escritor britânico Roald Dahl (o mesmo de “Convenção das Bruxas”), lançado em 1988, Matilda conta a história da garota superdotada e detentora de fome de conhecimento. Crescendo numa família desajeitada que rejeita qualquer talento vindo da menina, Matilda se vê num inferno particular e desprotegida do mundo cruel. É quando, com o passar do tempo, percebe que possui poderes de telecinésia e vai, aos poucos, aprimorando seus dons. Enviada para uma escola aonde a diretora mais parece uma personificação de Lúcifer a uma mera docente, com a ajuda da professora Srtª Jennifer Honey, ela precisa desde cedo enfrentar seus problemas com coragem e ousadia. Trazendo assuntos polêmicos, é um filme que nos faz refletir sobre nossos próprios atos e as conseqüências que podem ser geradas deles. “Matilda”, estrelado por Mara Wilson – que realizou um excepcional trabalho – conta com participação de Danny DeVito (o pai Harry Wormwood), Embeth Davidtz (a professora Jennifer Honey) e Pam Ferris (a diretora Agatha Trunchbull). O longa de 1996 foi dirigido pelo próprio Danny DeVito, tendo sido distribuído também pela “TriStar Pictures”. Com um faturamento aquém do esperado – lucrou US$ 33 milhões e teve um orçamento de US$ 36 milhões, se estabeleceu como um dos filmes mais aclamados da época, vencendo (“YoungStar Award”, “Cinekid Lion Audience Award”, “Oulu International Children’s Film Festival Starboy Award”) e tendo sido nomeado (“Satellite Awards”) em diversas categorias de prêmios importantes do cinema. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 90% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

#1. ELVIRA, A RAINHA DAS TREVAS (Elvira, Mistress of the Dark)

Meu filme de comédia favorito de todos os tempos definitivamente merece ser citado nesse especial. “Elvira, A Rainha das Trevas” traz a história de Elvira, uma ousada apresentadora de um programa barato que transmite filmes de terror. Seu maior sonho é ir para Las Vegas e ganhar muito dinheiro apresentando seu próprio especial, deixando para trás a vida parada que leva até então. Porém, seus planos dão uma guinada quando ela recebe a comunicação de que sua tia-avó, Morgana Talbot, faleceu e deixou bens para a sobrinha. Indo para a pacata cidade de Fallwell, Massachusetts, onde sua tia vivia, ela é informada que herdou uma velha mansão caindo aos pedaços, um cachorro poodle invocado e um livro de receitas no mínimo estranho. Lá, Elvira precisará enfrentar dois grandes problemas que a impedem de ir para Vegas: seu mal-encarado tio-avô Vincent (que nada herdou da irmã) e a população conservadora da cidade que implica com o estilo de vida escolhido pela atraente mulher.

Criada por Cassandra Peterson, Elvira se tornou um dos personagens mais populares da década de 90, fazendo vários trabalhos fora do cinema, tais como álbuns de coletâneas com músicas inspiradas no rock, jazz e afins, entre aparições em diversos programas de TV. Tudo começou quando, após ganhar fama em Los Angeles por seu estilo único e fora do comum, Peterson começou a trabalhar como anfitriã do canal de TV “KHJ”, apresentando o “Movie Macabre”, uma apresentação semanal sobre filme de terror. Dirigido por James Signorelli (conhecido por seu trabalho no “Saturday Night Live”), “Elvira, A Rainha das Trevas”, de 1988, rendeu indicações ao “Fantasport” e “Saturn Awards”.

Muitos podem não entender o porquê de Elvira estar em #1 na frente de muitos filmes bem mais conhecidos, mas, a desenvoltura que Cassandra traz é surpreendente. Em anos, ou melhor, décadas, jamais um personagem marcou tanto pelo seu bom senso de humor e honestidade. Como diria a própria Elvira: “Se perguntarem de mim, digam que fui muito mais que um belo par de seios, pois eu também tive um belo par de pernas. E digam que eu nunca deixaria um amigo na mão. Na verdade eu nunca deixei nenhum estranho na mão. E digam, digam a eles depois de tudo estar acabado que eu só peço que as pessoas se lembrem de mim por duas palavras simples: quaisquer, contanto que sejam simples”.

Curiosidade: muitos não sabem, mas uma sequência foi gravada em 2001 sob o título de “As Loucas Aventuras de Elvira” (“Elvira’s Haunted Hills”). O longa teve uma baixíssima receita de mais de US$ 5 milhões. “Rotten Tomatoes” atribuiu ao filme 47% de aprovação. | VEJA O TRAILER.

Gosta da Elvira? Não perca essa oportunidade! Cassandra Peterson já confirmou presença na “Brasil Comic Com” deste ano, que acontecerá nos dias 15 e 16 de novembro. Saiba mais.

Anúncios