Hora de se atualizar – Pt 5: conheça os últimos lançamentos da música pop internacional

Se você tem acompanhado o nosso blog já há algum tempo, sabe que no finalzinho de março rolou por aqui a volta do “Hora de se atualizar”, o especial que destaca os melhores e mais comentados lançamentos da música em geral. E, depois de darmos bastante atenção às novidades do pop nacional que dominaram todo o país por estes últimos dois meses (relembre a publicação), chegou o momento de descobrirmos tudo que tem feito a cabeça do resto do mundo e não para mais de tocar nas melhores rádios internacionais.

A seguir, selecionamos apenas alguns dos muitos trabalhos divulgados recentemente e que, sem sombra de dúvidas, merecem um lugarzinho especial na sua playlist gringa. Ficou curioso pra descobrir de quais músicas e videoclipes estamos falando? Então vem com a gente e se liga nestas seis dicas imperdíveis:

Após meses sem novidades, Tove Lo nos surpreende com “Scars”, o misterioso carro-chefe da trilha sonora de “Convergente”:

Depois de encerrar seu debut album com a dançante “Moments”, em outubro do ano passado, 19 de fevereiro foi a data escolhida pela sueca Tove Lo para dar continuidade à sua tão promissora trajetória musical. Composta pela própria moça ao lado de Jakob Jerlström e Ludvig Söderberg (a dupla que já havia trabalhado com ela no “Queen of the Clouds”), “Scars” funciona como o lead single de “Convergente”, o penúltimo filme da saga “Divergente”. Se, por um lado, os críticos acabaram por não receber muito bem o terceiro longa-metragem da série baseada nos livros de mesmo nome, “Scars” não falha ao agradar os fãs da cantora com uma letra tocante e um instrumental misterioso, dignos de qualquer outro trabalho assinado pela musicista. Produzida pelos The Struts (o duo formado por Jakob e Ludvig), a canção que combina dream-pop com electropop foi lançada sob o selo da “Universal Music Group”.

OUÇA “SCARS”


O Fifth Harmony está trabalhando pesado em “Work from Home”, novo featuring com o Ty Dolla $ign que abre o “7/27”:

Não que as meninas do Fifth Harmony já não tivessem um grande hit em sua crescente discografia (sim, estamos falando de “Worth It”), mas, pelo visto, a nova era iniciada pelo ainda inédito “7/27”, o segundo álbum do grupo, começou da melhor maneira possível. Guiado pelo carro-chefe “Work from Home”, o novo trabalho previsto só para daqui um mês (20 de maio) não só é um dos lançamentos mais aguardados de 2016 como também é o esperado para decolar, de uma vez por todas, a carreira das discípulas do Simon Cowell. Atingindo (até o fechamento deste post) a 10ª posição da “Billboard Hot 100”, o single produzido por Ammo e DallasK foi liberado no último 26/02 (pela “Epic Records” e “Syco Music”) para as rádios de todo o mundo no mesmo dia em que seu videoclipe ganhou espaço no canal VEVO, do YouTube. Com uma vibe que mistura hip-hop com electropop, Ally, Normani, Lauren, Camila e Dinah podem ser vistas sensualizando muito em uma construção durante o desenrolar do vídeo que foi dirigido por ninguém menos que Director X (o mesmo de “Hotline Bling”, do Drake, e “Work”, da Rihanna).

ASSISTA AO CLIPE DE “WORK FROM HOME”


Em dueto cheio de energia e poder vocal, Adam Lambert convida Laleh para dividir o brilho de “Welcome to the Show”:

Incluindo o grande sucesso “Ghosttown”, o álbum “The Original High” não falhou ao trazer o nome de um dos mais talentosos exs-“American Idol” de volta ao estrelato e o consolidar como um dos artistas mais queridos do gosto popular. Agora, já pensando no futuro de sua carreira como solista (atualmente, ele também tem saído em turnê com o eterno Queen), “Welcome to the Show” é a novíssima aposta de Adam para o mercado mainstream. Convidando a cantora iraniana/sueca Laleh para dividir os vocais da nova música, o trabalho foi produzido por Max Martin e escrito por Ali Payami, produtor e compositor que já havia trabalho com o cara na composição de 6 das 14 faixas do seu terceiro material de estúdio. Liberado em 17/03 sob o selo da “Warner Bros. Records”, ainda não se sabe se o featuring fará parte do próximo disco do cantor ou de um relançamento do “The Original High”. As informações de um vídeo oficial também são desconhecidas, mas, enquanto nada é informado, você pode se deliciar com esta grande apresentação que a dupla protagonizou no palco do “American Idol”.

OUÇA “WELCOME TO THE SHOW”


Iggy Azalea não precisa de mais ninguém em “Team”, o poderoso lead single do “Digital Distortion”:

Convenhamos que após um freestyle ou outro malsucedido e o desempenho aquém do esperado de “Pretty Girls” (música que gravou em parceria com a Britney Spears), Iggy Azalea teve bons motivos para voltar aos estúdios de gravação e preparar o grande sucessor do “The New Classic” – material ainda inédito que só deverá sair em junho deste ano. E, é com a nova “Team” que uma das rappers mais polêmicas dos últimos anos decidiu movimentar seu tão comentado retorno ao cenário fonográfico. Colocando os haters de lado e caprichando na autoconfiança, o single de abertura da era “Digital Distortion” (para quem não sabe, a faixa “Azillion” nem chegou a ser lançada oficialmente pela gravadora da Iggy, a “Def Jam”) não poderia ser melhor representado senão por esta canção. Lançado oficialmente no dia 18 do mês passado, “Team”, assim como “Work from Home”, também combina hip-hop com música eletrônica (o que tem sido chamado no meio musical de electro hop) e foi composta pela própria australiana ao lado de Bebe Rexha, Lauren Christy, Juvenile, Lil Wayne e Mannie Fresh. O vídeo oficial da música já se encontra disponível na web desde o dia 31/03 e foi dirigido por Fabien Montique.

ASSISTA AO CLIPE DE “TEAM”


Depois de pegar fogo em nossa resenha especial, Ariana Grande finalmente revelou o primeiro clipe da sensual “Dangerous Woman”:

Se você ainda não conferiu a nossa publicação exclusiva sobre o mais recente single da Srtª Grande, então, talvez este seja o momento ideal para descobrir tudo o que tivemos a dizer sobre a faixa-título “Dangerous Woman”. Atingindo o top 10 da “Billboard Hot 100”, na 10ª posição, o hit produzido pelo sempre competente Max Martin foi liberado na íntegra no dia 11 de março pela “Republic Records” – apesar de que, inevitavelmente, foi após muita espera que tivemos a oportunidade de conferir a primeira versão do clipe gravado pela moça. Dirigido pela companhia The Young Astronauts, o chamado “Visual 1” já se encontra adicionado ao VEVO da cantora desde 31/03 e deverá ser sucedido por um segundo vídeo ainda sem data de lançamento definida (mas que deverá sair muito em breve). Sobre o próximo projeto, ela já adiantou que “esse é bem cinematográfico e esquisito. É bem diferente do primeiro. Eu queria fazer algo mais simples, sexy e glamoroso, que é o visual 1, e o segundo é bem diferente desse”. “Dangerous Woman”, o terceiro álbum da carreira de Ariana, estará disponível nas lojas no dia 20 de maio.

ASSISTA AO PRIMEIRO CLIPE DE “DANGEROUS WOMAN”


Bem próximos um do outro, Nick Jonas e Tove Lo estão extravasando intimidade em “Close”, o primeiro single do novo álbum do cantor:

Finalizando a primeira parte do nosso “Hora de se atualizar”, é com o mais recente dueto encabeçado por Nick Jonas e Tove Lo que fechamos com chave de ouro esta singela lista com os melhores lançamentos da música pop internacional do último bimestre. Disponível para o público desde 25/03 sob o selo da “Island” e “Safehouse Records”, tanto single como vídeo não economizaram no romance/intimidade e vêm para abrir “Last Year Was Complicated”, o terceiro álbum da carreira solo do ex-Jonas Brothers. Recebendo a composição de Robin Fredriksson, Mattias Larsson, Julia Michaels, Justin Tranter e Tove Lo, foi produzida pelos dois primeiros e se orienta bastante pelo funk e acid-jazz, além da já conhecida música pop que nos foi apresentada pelo último disco de Nick. Atingindo a 27ª posição da “Billboard Hot 100”, o single foi recebido bem pela crítica e teve seu clipe dirigido por Tim Erem (para quem não o conhece, é o mesmo por trás de “Lean On”, do Major Lazer com a MØ).

ASSISTA AO CLIPE DE “CLOSE”


Para mais conteúdo como este, não deixe de curtir a nossa página no Facebook e nos seguir no Twitter e no Instagram para não perder qualquer novidade. A continuidade deste especial deverá estar disponível muito em breve aqui no Caí da Mudança, então fique de olho.

Anúncios

Hora de se atualizar! Saiba quais foram os últimos lançamentos do pop internacional (em álbuns)

Anda sem tempo para acompanhar o que tem pintado de bom e de novo no movimentado mundo da música internacional? Pois não precisa mais se preocupar. Depois de trazermos as duas primeiras partes do especial “Hora de se atualizar” com as melhores músicas que foram lançadas durante este 2º semestre de 2015 (relembre aqui e aqui), chegou o momento de conhecer alguns dos melhores discos liberados nas últimas semanas e que você precisa conferir por conta própria. Encoste-se, relaxe e aproveite o fim de semana para se jogar nas nossas dicas a seguir selecionadas:


LANÇAMENTOS

SWAAY – DNCE

Liberado há quase um mês (23/10), “SWAAY” foi o nome recebido pelo 1º extended play da banda DNCE responsável por introduzir o trabalho dos caras ao público em geral. Recebendo a assinatura de seus membros (Joe Jonas, Jack Lawless, Cole Whittle e JinJoo Lee) e a permissão da “Republic Records”, o material é formado por 3 novas faixas acompanhadas da já conhecida “Cake by the Ocean”, o single principal que serviu de suporte para fazer a estreia do grupo na “Billboard Hot 100” na posição #79. Seguindo por um pop-rock bem semelhante ao de Robin Thicke e Maroon 5, a DNCE foi formada oficialmente neste ano e não deverá demorar para liberar o seu 1º disco de inéditas, o qual ainda não possui data fixada de lançamento – mas poderá ver a luz do dia já em 2016. Destaque para a faixa “Toothbrush”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “CAKE BY THE OCEAN”.


Liberman – Vanessa Carlton

Com uma forte discografia formada por 4 belos álbuns liberados desde 2002 (quando ganhou o mundo com o megassucesso “A Thousand Miles”), Vanessa Carlton retornou para os estúdios de gravação após um descanso de 4 anos e nos entregou, no último mês (23/10), o seu 5º disco de inéditas. Sucessor de “Rabbits on the Run” (2011), “Liberman” ganhou as estantes das lojas após nos conquistar com a singela divulgação do EP “Blue Pool” e “Willows”, a 2ª canção do material. Tendo sua promoção iniciada por “Operator”, o poderoso first single, Carlton tem mostrado que seu novo contrato com a “Dine Alone Records” a tem motivado bastante na divulgação do atual trabalho em questão. Partindo para o seu 2º single em um intervalo de menos de 2 meses, “House of Seven Swords” foi a canção escolhida para continuar a trajetória inicial do maravilhoso “Liberman”: um dos mais tocantes discos já gravados pela moça e que segue a linha mais acústica de “Rabbits on the Run”. Destaque para a faixa “Unlock the Lock”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “HOUSE OF SEVEN SWORDS”.


Get Weird – Little Mix

Dando sequência ao catálogo da girlband britânica que já conta com os fascinantes “DNA” e “Salute”, “Get Weird” é o 3º álbum gravado pelas meninas do Little Mix e liberado no começo de novembro (06/11) sob a orientação da “Syco Music” (a gravadora de Simon Cowell) e da “Columbia Records”. Precedido pelo abre-alas “Black Magic” – o hit que foi #1 no Reino Unido e #67 nos EUA –, o disco foi recebido razoavelmente bem pelos críticos musicais de plantão, muitos dos quais destacaram as influências da música dos anos 80 e 90 para a formação do trabalho. Super alto-astral, “Get Weird” cumpre o seu papel ao agitar o ouvinte e tentar fazê-lo requebrar com sua eloquente mistura de dance-pop com R&B, mas peca por não apresentar nenhum momento marcante ou de tirar o fôlego (como “Wings”, do “DNA”, e “About the Boy”, do “Salute”). Não progredindo em absolutamente quase nada, o único diferencial do álbum fica mesmo com o single “Black Magic”, música responsável por expandir o nome do grupo durante o 1º semestre do ano e dar maior visibilidade para as talentosas Perrie, Jesy, Leigh-Anne e Jade. Destaque para a faixa “Weird People”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “BLACK MAGIC”.


Delirium – Ellie Goulding

Seguindo a sonoridade já experimentada por Ellie em seus últimos singles de sucesso (“Burn”, “Outside”, “Love Me Like You Do”), “Delirium” é o 3º trabalho da cantora inglesa lançado pela “Polydor Records” logo na primeira semana deste mês (06/11). Guiado por “On My Mind”, o 1º single extraído do material, o disco que contou com as produções de Max Martin, Ilya Salmanzadeh e muitos outros vem para fixar o nome de Goulding como uma das maiores hitmakers britânicas da atualidade. Majoritariamente projetado para agradar o gosto mainstream, por mais batido que o dance-pop esteja no mercado fonográfico contemporâneo, é inevitável dizer que “Delirium” tem os seus bons momentos de grandiosidade. A primeira metade do álbum, que vai de “Intro (Delirium)” a “Keep on Dancin’”, funciona bem e convence o ouvinte sobre o caminho pretendido pela sua intérprete, e por mais que perca um pouco do seu foco com a chegada de “On My Mind”, “Don’t Need Nobody” e “Don’t Panic” surgem para recuperar todo o gás perdido pelas 5 faixas anteriores. Um trabalho coeso e poderoso, mas que assim como qualquer outro apresenta alguns deslizes. Destaque para a faixa “Something In the Way You Move”.

ASSISTA AO LYRIC VIDEO DE “SOMETHING IN THE WAY YOU MOVE”.


Are You Ready? – Abraham Mateo

Depois de atingir o top 10 de seu país de origem com o hit “All the Girls”, do álbum “Who I AM” (2014), chegou o momento do cantor espanhol Abraham Mateo dar continuidade à caminhada pela independência musical com “Are You Ready?”, seu 4º disco de inéditas. Movido pelo carro-chefe “Old School”, o material gravado e promovido pela “Sony Music Spain” foi liberado para compra na última semana (13/11) e surpreende o ouvinte ao fazer um bem bolado entre as línguas espanhola e inglesa. Com apenas 17 anos, Mateo parece querer seguir os passos de Enrique Iglesias e cada vez mais tem investido pesado na divulgação de seus trabalhos pelo continente norte-americano. Apesar de não inovar em nada e se mostrar um lançamento bem genérico (mais do mesmo), no fim das contas “Are You Ready?” se faz uma ótima dica para quem curte o teen-pop de outros astros da atual geração de cantores, como Austin Mahone e Cody Simpson. Destaque para a faixa “If I Can’t Have You”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “OLD SCHOOL”.


Ben Haenow – Ben Haenow

Saindo vitorioso da 11ª edição do reality britânico “The X Factor”, o álbum homônimo de Ben Haenow é o 1º gravado pelo novato sob o selo da “Syco Music” e da “RCA Records”, disponível para compra desde o dia 13/11. Recebendo o apoio da 1ª “American Idol” Kelly Clarkson, “Second Hand Heart” foi a canção escolhida para abrir a divulgação do trabalho e acabou sendo liberada em forma de dueto pelos talentosos cantores. Trazendo 10 faixas na edição standard e 14 na deluxe, “Ben Haenow” conta com composições de Ryan Tedder, Benny Blanco e do próprio Ben, quem escreveu a maior parte das músicas que compõem o CD. Fazendo uma brecha no atual movimento mainstream que tem dominado as rádios de todo o planeta, o disco foi moldado pelo pop-rock e soa como uma amostra do que de melhor rolou há anos atrás nas paradas de sucesso. Pouco interessante, mas um ótimo começo para um nome tão jovem que ainda tem muito a aprender (por mais músicas como “Greatest Mistake” e menos como “Make It Back to Me”). Destaque para “One Night”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “SECOND HAND HEART”.


Kylie Christmas – Kylie Minogue

13º disco de inéditas lançado pela australiana Kylie Minogue na semana passada (13/11) com o apoio da “Parlophone” e da “Warner Bros. Records”, “Kylie Christmas” traz uma coletânea de diversos clássicos da música natalina já regravadas por inúmeros cantores populares da indústria com outras 6 faixas inéditas compostas pela própria Kylie. Destaque para “100 Degrees”, o dueto com a irmã mais nova da veterana, Dannii Minogue. Não deixe de ler agora mesmo o nosso especial exclusivo sobre o “Kylie Christmas”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “100 DEGREES”.


Made in the A.M. – One Direction

Dando sequência aos seus projetos musicais (mas desta vez sem Zayn Malik), o quarteto formado por Harry, Louis, Niall e Liam divulgaram para o mundo seu 5º álbum de estúdio há 8 dias (13/11) com o objetivo de fazer de “Made in the A.M.” um dos seus trabalhos mais ecléticos, maduros e bem vistos pelo público geral. Destaque para a faixa “What I Feeling”. Não deixe de ler, ainda, o nosso especial exclusivo sobre o “Made in the A.M.”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “PERFECT”.


Purpose – Justin Bieber

Impressionando com uma versatilidade jamais vista antes, Justin Bieber foi capaz de recriar toda sua sonoridade com o lançamento de “Purpose”: seu 4º álbum de estúdio que estreou na semana passada (13/11) sob a proteção da “Def Jam Recordings” e traz inúmeras parcerias de ouro com cantores, compositores e produtores. Destaque para a faixa “I’ll Show You”. Não deixe de ler, também, o nosso especial exclusivo sobre o “Purpose”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “MARK MY WORDS”.


RELANÇAMENTOS

Title (Special Edition) – Meghan Trainor

Relançamento do 1º álbum de estúdio da novata Meghan Trainor que estreou no mercado em 9 de janeiro de 2015, uma nova versão contendo material inédito foi disponibilizada nesta última quinta-feira, 20/11. Incluindo todas as 15 músicas já conhecidas da edição deluxe, “Title (Special Edition)” traz 4 faixas bônus – “Good to Be Alive”, “What If I (Guitar Version)”, “Title (Acoustic)” e “I’ll Be Home” – além dos vídeos gravados para os singles “Title”, “All About That Bass”, “Dear Future Husband” e “Like I’m Gonna Lose You”; e os bastidores destes 3 últimos. Destaque para a faixa “I’ll Be Home”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “DEAR FUTURE HUSBAND”.


Nick Jonas X2 – Nick Jonas

Relançamento do 2º álbum de estúdio do Nick Jonas em carreira solo que estreou no mercado em 10 de novembro de 2014, uma nova versão contendo material inédito foi disponibilizada nesta última quinta-feira, 20/11. Incluindo todas as 14 músicas já conhecidas da edição deluxe, “Nick Jonas X2” traz 3 faixas bônus – “Levels”, “Area Code” e “Good Thing” (feat. Sage the Gemini) – e 4 novos remixes: “Chains (feat. Jhené Aiko)”, “Jealous (feat. Tinashe)”, “Teacher (Young Bombs Remix Radio Edit)” e “Levels (Alex Ghenea Radio Edit)”. Destaque para a faixa “Area Code”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “AREA CODE”.


Handwritten (Revisited) – Shawn Mendes

Relançamento do 1º álbum de estúdio do novato Shawn Mendes que estreou no mercado em 14 de abril de 2015, uma nova versão contendo material inédito foi disponibilizada nesta última quinta-feira, 20/11. Incluindo todas as 12 músicas já conhecidas da edição standard (porém “Kid in Love”, “I Don’t Even Know Your Name”, “Strings”, “Aftertaste” e “A Little Too Much” tiveram suas versões de estúdio substituídas por versões ao vivo gravadas de uma apresentação do cantor realizada no “Greek Theater”), “Handwritten (Revisited)” traz ainda 4 faixas bônus inéditas: “I Know What You Did Last Summer” (feat. Camila Cabello), “Act like You Love Me”, “Running Low” e “Memories”. Destaque para a faixa “I Know What You Did Last Summer”.

ASSISTA AO VIDEOCLIPE DE “I KNOW WHAT YOU DID LAST SUMMER”.


Para você, quais foram os melhores álbuns lançados durante este intenso ano de 2015? Deixe as suas respostas no campo para comentários mais abaixo e fique de olho por aqui para conferir muito mais sobre música pop.

Confira os lançamentos musicais que rolaram ontem no “VMA 2015”

A edição de 2015 do “Video Music Awards” rolou ontem (30/07), em L.A. e, como já é de conhecimento do público, diversas apresentações encabeçadas pelos cantores mais badalados da atualidade serviram de entretenimento para os milhões de telespectadores que acompanharam o evento em tempo real. Em uma noite em que não tivemos a presença de membros ilustres como Lady Gaga, Madonna ou Beyoncé com suas energias contagiantes, o jeito foi se contentar com algumas performances mais modestas de Demi Lovato e Justin Bieber.

E, como se não bastasse todo o frisson causado pela competição que elegeu os melhores videoclipes lançados no decorrer do ano, diversas surpresas acabaram vindo à tona em uma das edições mais paradas da história do evento. Seja pelos inúmeros prêmios levados por Taylor Swift para casa, pela apresentação da loira ao lado da Nicki Minaj ou pela treta envolvendo a rapper de “The Night Is Still Young” com a ex-Hannah Montana, o “VMA” deste ano serviu também de cenário para o lançamento de alguns materiais inéditos por parte de alguns dos convidados da premiação. Vamos dar uma conferida nessas novidades?


Em “Levels”, Nick Jonas quer mostrar que cresceu e não é mais o caçula bobinho dos Jonas Brothers:

O integrante mais jovem da popular banda de pop-rock dos anos 2000 já havia nos dado pequenos indícios de que possuía planos para focar sua música na carreira solo, mas, depois que seu irmão Joe se lançou em 2011 e pouco chamou a atenção dos charts, muito se questionou se Nick seguiria em frente ou não. Lançando seu disco homônimo e emplacando os singles “Chains” e “Jealous” dentro do top 20 da “Billboard Hot 100” (#13 e #7, respectivamente), Nicholas vem agora com sua nova música de trabalho para firmar ainda mais a imagem de sex symbol que adquiriu no ano passado. Chamando diversas dançarinas para sensualizar ao seu lado em um galpão abandonado repleto de pneus, latões, ventiladores e cadeiras bem posicionadas, o cantor provavelmente sabe que é o momento de procurar por estabilidade comercial e já prepara um novo disco que deverá sair em breve. Não que “Levels” vá acrescentar muito à sua discografia inicial, mas, às vezes, um homem só precisa seguir a sua natureza e agir como um homem.

ASSISTA AQUI AO VIDEOCLIPE DE “LEVELS”, DO NICK JONAS.


É hora da redenção! À procura de uma nova imagem pública, Justin Bieber aposta todas as suas fichas em “What Do You Mean?”:

Depois de se meter em uma série de problemas que relacionou prisões, brigas com os paparazzi, encontros com prostitutas e um suspeito envolvimento com drogas, Justin Bieber passou um bom tempo recluso do mundo do entretenimento sem liberar qualquer novidade. Entretanto, sempre é chegado um momento de retornar e, foi com o dueto na música “Where Are Ü Now”, do Jack Ü, que o garoto prodígio decidiu neste ano dar um tapa no passado e dizer para as pessoas que estava pronto para recuperar a sua carreira. Limpando sua imagem de bad boy, Bieber é um cara todo romântico no clipe de “What Do You Mean?”, o atual single de trabalho do canadense – e, como não poderia deixar de ser, é necessário apenas um minuto e meio para Justin tirar as suas roupas e mostrar as tatuagens para as suas fieis seguidoras. Assim como “Levels”, “What Do You Mean?” ganha alguns pontos positivos por ter aquela pegada chiclete que grudará na sua cabeça (mesmo que, para isso, não tenha metade do potencial de “Boyfriend” ou “As Long As You Love Me”). Quem sabe o 2º single não nos impressione mais, não?

ASSISTA AQUI AO VIDEOCLIPE DE”WHAT DO YOU MEAN?”, DO JUSTIN BIEBER.


Taylor Swift não cansa de nos surpreender e é uma atriz hollywoodiana em “Wildest Dreams”:

Após uma superexposição com o álbum “1989” e o sucesso incontestável de “Shake It Off”, “Blank Space” e “Bad Blood”, muitos de vocês devem estar saturados de ouvir o nome “Taylor Swift” por aí, mas não há como negar que a norte-americana sabe como conduzir uma grande produção. Dando continuidade ao seu sólido legado construído no pop, a 9ª faixa de seu 5º disco de inéditas foi a escolha da vez para seguir os passos de “Style” e deixar o mainstream como segundo plano. Repaginando seu visual e utilizando-se de uma peruca escura para viver uma atriz de cinema que contracena com o galã Scott Eastwood, Swift mostrou seu lado mais humanitário ao reverter todos os lucros obtidos com o vídeo da música para uma instituição que dedica seu trabalho à conservação dos animais, a “African Parks Foundation of America”. Composta pela própria Taylor ao lado de Max Martin e Shellback (e produzida pelos últimos), a moça tem acertado bem em chamar o Joseph Kahn para gravar os seus clipes, não? Okay Taylor, nós adoramos “Wildest Dreams”, mas cadê “Out Of The Woods” e “Welcome To New York”?

ASSISTA AQUI AO VIDEOCLIPE DE”WILDEST DREAMS”, DA TAYLOR SWIFT.


Parece que a era Bangerz está só começando! Já viu “Dooo It!”, a nova da Miley Cyrus?:

Quando “Adore You” encerrou a divulgação do “Bangerz” e nada mais sobre essa era foi anunciado pela mídia, eu realmente cheguei a acreditar que Miley Cyrus estaria se inspirando para criar um projeto muito maior e melhor. Mero engano! Porém, se existe algo em que a intérprete de “We Can’t Stop” tem se saído bem é em não dar a mínima para o que as pessoas acham dela, inclusive este que vos escreve. Lançando um novo álbum completamente independente que possui inimagináveis 23 faixas, “Miley Cyrus and Her Dead Petz” é o nome do EP liberado pela loira na noite de ontem e que pode ser ouvido gratuitamente aqui. O primeiro single do trabalho, “Dooo It”, é o mesmo apresentado por Cyrus no palco do “VMA” ao lado de diversas drag queens e também já teve o seu clipe adicionado ao YouTube. Lambuzando-se com muito glitter enquanto fuma um baseado e mostra sua língua feroz para quem quiser ver, Miley está… sinto muito, mas não consegui ver o vídeo completo (será que você vai ser capaz?).

ASSISTA AQUI AO VIDEOCLIPE DE”DOOO IT”, DA MILEY CYRUS.